Pastoral Carcerária do Rio de Janeiro realiza assembleia estadual

 Em Igreja em Saída, Notícias

Aconteceu no Distrito de Arrozal, no Município de Piraim a 17ª Assembléia Estadual da Pastoral Carcerária do Estado do Rio de Janeiro, dos dias 26 a 28 de Julho, na Casa de Encontros da Diocese de Barra do Piraí, em Volta Redonda.

Estavam presentes 70 representantes das diversas dioceses onde a Pastoral Carcerária tem atuação nas visitas aos encarcerados. Os agentes religiosos que participaram eram das arquidioceses do Rio de Janeiro e  de Niterói, das dioceses de Duque de Caxias, Nova Iguaçu, Barra do Piraí-Volta Redonda, Petrópolis e Campos.

Durante a assembleia, os agentes puderam refletir e entender melhor um dos temas principais deste ano em relação ao sistema prisional:  a privatização dos presídios, além de discutir sobre as APACS. Irmã Petra, coordenadora nacional da Pastoral  e Vera Dalzoto, assessora nacional, participaram da assembleia, com reflexões, documentos, slides, e muito das suas experiências pessoais nas visitas feitas aos presídios privatizados pelo Brasil afora.

Na primeira do encontro, foram feitos dois grupos. Um conduzido por Irma Petra e outro por Vera Dalzoto, onde foi conversado temas como os objetivos da PCR, as condições dos presídios pelo país e principlamente no Estado do Rio de Janeiro.

O Estado do Rio conta com mais de 50 unidades prisionais, com uma população carcerária de 52 mil pessoas presas. Só no Complexo Prisional do Gericinó, no bairro de Bangu (RJ), há uma população Carcerária em torno de 28 mil presos.

Por Pe. Roberto P. de Magalhães
Coordenador Estadual da Pastoral Carcerária do Regional Leste I da CNBB

DEIXE UM COMENTÁRIO