Connection Information

To perform the requested action, WordPress needs to access your web server. Please enter your FTP credentials to proceed. If you do not remember your credentials, you should contact your web host.

Connection Type

Gianfranco Graziola: “Massacres e chacinas nas prisões são cíclicos”

 em Combate e Prevenção à Tortura, Notícias

Por Silvonei José
Do Vatican News

No dia 10 de março, uma tentativa de fuga em massa de presos terminou com 21 pessoas mortas na região metropolitana de Belém, segundo o governo do Pará. As mortes foram registradas no Centro de Recuperação Penitenciário do Pará III, no Complexo Prisional de Santa Izabel. Um grupo armado tentou invadir o local para dar cobertura à ação.

Segundo fontes do governo e da imprensa, os mortos foram um agente penitenciário, cinco presos e 15 suspeitos de tentar invadir o presídio para apoiar a fuga. Vários presos ficaram feridos.

Atualmente, o Centro de Recuperação Penitenciário custodia 605 presos, sendo que a capacidade máxima é para 432.

Sobre esse fato, Vatican News conversou com o Padre Gianfranco Graziola, Vice coordenador da Pastoral Carcercária Nacional da CNBB.

“Em belém aconteceu uma repetição do que é o Carandiru. O Carandiru aconteceu há 25 anos atrás, se repetiu ano passado em Manaus, Fortaleza e Boa Vista e este ano aconteceu novamente, no começo do ano em Goiás e agora temos Belem. Isso demonstra que o cárcere é uma bomba relógio e não serve para resolver os problemas. Periodicamente esses massacres e chacinas ocorrem, é um ciclo e estamos prevendo que outras chacinas vão acontecer quando os encarcerados não aguentam mais a série de violências que tocam não só eles, mas suas famílias”, analisa Gianfranco.

Ouça a entrevista completa abaixo:

Últimos posts