Em unidade prisional de Coxim (MS), 13 presos participam de encontro Espere

 Em Justiça Restaurativa

Presos_CoximA Pastoral Carcerária da Diocese de Coxim (MS), com o apoio do bispo diocesano, Dom Antonio Migliore, realizou de 20 a 28 de julho, mais um curso de formação da Escola de Perdão e Reconciliação (Espere) e de Introdução às Práticas de Justiça Restaurativa, no Estabelecimento Penal Masculino de Coxim.
Um grupo de 13 presos recebeu o certificado de conclusão do curso Espere, conduzido por Sirley Aparecida Trindade Barreto, coordenadora na Pastoral Carcerária naquela diocese.
“Estamos jogando as sementes da união, da paz e da concórdia neste presídio, sendo que alguns deles [presos] têm o desejo de se reconciliar com suas vítimas, através do círculo de paz. É muito emocionante vivenciar essas experiências com presos”, consta no Facebook da Pastoral Carcerária da Diocese de Coxim.
Além dos leigos engajados na PCr de Coxim, também colaboraram para viabilizar o curso Dom Antonio; o Padre Waldemar Agostinho de Barros, assessor espiritual da Pastoral; Maria Fernando, do Ministério de Música da Comunidade São Sebastião da Paróquia São Francisco de Chagas; além da direção da unidade prisional e os agentes penitenciários.
“A missão do agente da Pastoral Carcerária é de fazer subir, de elevar, de ajudar a pessoa a encontrar a sua dignidade e, principalmente, vivê-la. Para isso, é preciso denunciar as injustiças, as torturas e as formas degradantes, mas, sobretudo, focar a pessoa privada de liberdade para que ela seja libertada integralmente da sua situação anterior. Por isso, o encontro pessoal com ela deve ser o mais amigo e próximo possível, a fim de que ela perceba, através do testemunho do agente, a mensagem cristã de libertação e do amor incondicional de Deus para com ela” (Manual Agentes da Pastoral Carcerária – Discípulos e Missionários de Jesus Cristo – Página 39).
(Com informações da PCr de Coxim)
 
FAÇA PARTE DA PASTORAL CARCERÁRIA

DEIXE UM COMENTÁRIO