Diocese de Montenegro realiza curso sobre fundamentos da Justiça Restaurativa

 Em Justiça Restaurativa

Espere MontenegroAconteceu em 21 de agosto, a segunda etapa do 3º Curso “Fundamentos da Justiça Restaurativa” da Escola do Perdão e da Reconciliação (ESPERE) na Diocese de Montenegro (RS).
Realizado em São Sebastião do Caí, o curso foi ministrado pela Irmã Imelda Maria Jacoby, coordenadora da Pastoral Carcerária no Estado do Rio Grande do Sul, com o apoio da equipe local da PCr.
O curso, que aborda os conflitos cotidianos e orienta para solucioná-los numa perspectiva de reconciliação, motivou os participantes a darem sequência à aprendizagem e, por isso, estabeleceram metas de ação para implementar a justiça restaurativa nas diferentes esferas da Diocese. Entre as ações está a capacitação para multiplicadores que poderão ministrar o curso.
Dom Paulo de Conto, bispo diocesano, visitou os participantes do curso e manifestou seu apoio à proposta, lembrando que o perdão exige amor, e o amor é o caminho da salvação. Segundo ele, “só se salva quem leva a salvação ao irmão”!
Uma novidade dessa vez foi a parceria da Diocese de Montenegro com a Pastoral Carcerária da CNBB Sul 3 e a Fundación para la Reconciliación, reforçada pela ESTEF – Escola Superior de Teologia e Espiritualidade Franciscana, que emitiu a certificação deste curso.
Já está definida a data do 4º curso, em 2017, quando a Pastoral da Educação deve unir-se à Pastoral Carcerária da Diocese de Montenegro para estender a cultura de paz e justiça. A primeira etapa está prevista para 21 a 23/07/2017 e, a 2ªetapa, para 18 a 20/08/2017, com local a definir.
A coordenadora da Pastoral Carcerária da Diocese de Montenegro, Maristela Hallmann, comemorou mais esta edição do curso, ressaltando a gratidão à direção da Escola Estadual de Ensino Fundamental São Sebastião e à Paróquia São Sebastião, especialmente aos padres Carlos Vicente e Antônio Hochscheidt Becker, que proporcionaram o espaço para a realização do mesmo.
Texto de Evanice Luiza Diedrich Schroeder, da Pascom da Diocese de Montenegro

DEIXE UM COMENTÁRIO