Dia das Mães: PCr realiza Celebração em Três Lagoas

 Em Mulher Encarcerada, Notícias

Com o intuito de levar a mensagem de paz e a esperança do Santo Evangelho às mães e filhas que se encontram encarceradas, agentes da Pastoral Carcerária realizaram na manhã deste sábado (11/5) a Celebração da Palavra no Estabelecimento Penal Feminino de Três Lagoas.

A presença da Coordenadora Nacional para a questão da Mulher Presa, e atual Coordenadora da Pastoral Carcerária no Regional Oeste 1, Rosilda Ribeiro Rodrigues Salomão, e dos demais agentes da pastoral, foram motivo de grande alegria para as quase 100 mulheres do local e proporcionaram momentos de oração e comunhão entre todos os presentes.

Agentes da Pastoral Carcerária realizaram na véspera do dia das mães a Celebração da Palavra no Estabelecimento Penal Feminino de Três Lagoas.

O Brasil tem atualmente a terceira maior população carcerária do mundo, em contínuo e exorbitante aumento desde o início dos anos 1990, revelando a perversa política de encarceramento em massa que está em curso no país, e que tem como alvo os grupos sociais marginalizados e empobrecidos, destacadamente jovens, negros e moradores/as das periferias e das áreas urbanas socialmente mais precarizadas.

O encarceramento feminino tem sido proporcionalmente superior ao masculino nos últimos anos. O próprio Ministério da Justiça assume que a população carcerária feminina do Brasil cresceu 698% entre 2000 e 2016.

Além do momento oracional, as encarceradas também compartilharam suas histórias de vida e as angústias em estar longe dos filhos e da família em uma data tão especial como o Dia das Mães.

A visita foi concluída com a partilha de um bolo e a entrega de um poema escrito pela rapper Andreia Mf, uma ex-encarcerada que teve seu filho adotado enquanto cumpria o regime prisional.

“Gostaria de agradecer às comunidades que fizeram as doações, pois alegraram todas as Mulheres Privadas de Liberdade. O Papa Francisco nos pediu no Ano Extraordinário da Misericórdia para que “Sejamos Misericordiosos como Pai”, é com este apelo que pedimos orações por todos os encarcerados e assim, que possamos viver intensamente o amor divino”, disse Rosilda Rodrigues.

Da Diocese de Três Lagoas

DEIXE UM COMENTÁRIO