JR: gratidão pela jornada formativa

 Em Justiça Restaurativa, Notícias

A primeira jornada formativa teve início no segundo semestre de 2020, após a experiência circular pelo Brasil afora, onde percebemos a necessidade e a disponibilidade de agentes da pastoral carcerária para esses processos circulares. Sob a gestão metodológica e pedagógica do Moinho de Paz, com 20 agentes da pastoral carcerária representantes de 18 Estados do Brasil, se começou a formação de novos facilitadores.

A PCr Nacional agradece a perseverança dos/as agentes, empenho e abertura na “mudança das lentes”, a medida que foram aprofundando na caminhada formativa básica em Justiça Restaurativa, alcançando gradualmente um processo interior de mudança de paradigma. A PCr Nacional – Justiça Restaurativa, agradece a Drª Ludmilla Khatarina e Drª Isabel Maria Sampaio, parceiras nesta jornada inicial, com a conclusão formativa em janeiro 2021.

A segunda jornada formativa se deu com as facilitadoras ir. Imelda Maria Jacoby e Joselene B Linhares, agentes da pastoral carcerária, instrutoras e facilitadoras de círculos de construção de paz, ESPERE (Escola do Perdão e Reconciliação) com práticas JR, que seguiram com o conteúdo formativo integral, além de retomar o conteúdo formativo do Moinho de Paz, hauriram do caminho metodológico apreendendo na cosmovisão teórica – vivencial – prático. Este tripé fortaleceu o ardor missionário dos/as agentes. O diferencial desta formação foi o aprofundamento da espiritualidade e mística, a interlocução da ESPERE  com a Justiça Restaurativa.

O assumir a própria historicidade como dádiva sagrada, para seguir acolhendo a historicidade do outro/a em comunhão com o Evangelho de Jesus Cristo. Neste percurso a PCr Nacional – Justiça Restaurativa, teve como parceria Josiane Domingas Bertoja, gestora da Faculdade Madalena Sofia, que agregou a esta formação a dimensão de curso/oficina de extensão, certificou o grupo e ministrou oficinas de historicidade e ética na perspectiva da Filosofia Clínica.

A segunda formação teve carga horária de 30 horas aulas, realizada na ambiência virtual. O inicio se deu em fevereiro de 2021 e o término em 28 de abril 2021. A Pastoral Carcerária Nacional – JR, agradece às facilitadoras e instrutoras, que com competência e compromisso levaram com bom êxito esta jornada formativa. A todos e todas os/as agentes de pastoral carcerária, a gratidão por ser um grupo de facilitadores e facilitadoras que trilharão sua missão com novo enfoque metodológico/filosófico, junto aos privados/as de liberdade de nosso Brasil em suas comunidades de origem na busca incessante por um mundo sem cárcere.

A PCr Nacional segue com a trilha formativa e aposta na JR como um dos princípios da Agenda pelo Desencarceramento.

Com imensa gratidão: Vera Dalzotto – Assessora Nacional – PCr – Justiça Restaurativa

DEIXE UM COMENTÁRIO