PCr Nacional lamenta a morte do Padre José Ronaldo Gomes de Brito, coordenador Arquidiocesano da Pastoral Carcerária de Santarém (PA)

 Em Igreja em Saída, Notícias

“Para ser livres, Cristo nos libertou: mantende-vos, pois, firmes, e não vos deixei prender de novo ao jugo da escravidão” [Gal.5,1]

A Coordenação Nacional da Pastoral Carcerária recebeu nesta tarde da Solenidade da Epifania do Senhor com muita surpresa a inesperada e dolorosa notícia da morte doPe. José Ronaldo Gomes de Brito – Coordenador Arquidiocesano da Pastoral Carcerária de Santarém (PA).

 

Neste momento de dor unimo-nos aos seus familiares, à Igreja particular de Santarém, as/aos agentes da Pastoral Carcerária com nossa solidariedade e fraterna oração. Conforta-nos nesta hora, em que não é fácil compreender humanamente os fatos acontecidos e sua rapidez, a certeza que em sua ação diária estava sempre viva a presença dos pobres e a convicção clara que o projeto de Deus de um mundo sem cárceres, abraçado nacionalmente pela Pastoral Carcerária, era muito mais que uma utopia; era e continua sendo a realização cotidiana do Reino de Deus.

E como não lembrar nesta hora as palavras pronunciadas, hoje, de improviso por Papa Francisco na oração mariana do Angelus:

 

«Gosto de pensar que quando o Senhor ora ao Pai por nós, ele não só fala: mostra-lhe as feridas da carne, mostra-lhe as feridas que sofreu por nós. Este é Jesus: com a sua carne ele é o intercessor, ele também quis suportar os sinais do sofrimento. Jesus, com sua carne está diante do pai. Na verdade, o Evangelho diz que ele veio morar entre nós. Ele não veio nos visitar e depois foi embora, veio morar conosco, ficar conosco».

Coordenação Nacional da Pastoral Carcerária
Imagem: TV Aparecida

DEIXE UM COMENTÁRIO