Pastoral Carcerária realiza escutas eclesiais, pautando o mundo sem cárcere, em preparação para Assembleia Eclesial

 Em Igreja em Saída, Notícias

A Pastoral Carcerária, em preparação para a Primeira Assembleia Eclesial da América Latina e do Caribe, realizou quatro encontros de escuta eclesial, com agentes pastorais de todo o país.

Com o lema “Todos somos discípulos missionários em saída”, e em comunhão com o Papa Francisco, que nos encorajou a percorrer este caminho quando disse: “Quero estar convosco neste momento e na preparação até novembro… é a primeira vez que isto se faz… Acompanho-vos com as minhas orações e bons votos, avançai com coragem!”

A Assembleia Eclesial terá lugar de 21 a 28 de novembro de 2021, no México, sob o olhar amoroso de Nossa Senhora de Guadalupe. O Papa Francisco também nos lembra que somos todos o Povo de Deus quando diz que “a Igreja é dada no partir do pão… com todos, sem exclusão”.

A nossa Assembleia é de todo o Povo de Deus, e daí o seu carácter sinodal para “caminhar juntos:” mulheres e homens leigos, leigas, religiosos e religiosas, diáconos, seminaristas, sacerdotes, bispos e todas as pessoas de boa vontade. As partilhas e reflexões desses momentos de escuta confirmaram nossas esperanças e certeza no mundo sem cárceres.

A PCr Nacional conversou com alguns de seus membros sobre a importância desses momentos de escuta. Abaixo, você pode ouvir as respostas.

Padre Almir Ramos, vice coordenador nacional, analisou a importância da realização das escutas para preparar a PCr para a assembleia:

Lucas Duarte, agente pastoral no Paraná, relatou como o debate sobre o mundo sem cárcere foi recebido pelos participantes:

Sandra Wanderley, do AL, ressaltou a diversidade de pessoas e opiniões nas escutas, além de como a experiência foi rica em um nível pessoal

Cristina Coelho, do Paraná, falou sobre a importância dos leigos, principalmente das mulheres, na construção de uma igreja em saída:

Magda Fátima de Oliveira, de Minas Gerais, analisou a força que a assembleia e as escutas tem, ainda mais levando em conta o momento atual que vivemos:

DEIXE UM COMENTÁRIO