Irmã Petra: “Para erradicar a tortura no cárcere, é preciso acabar com as prisões e desencarcerar”

 Em Combate e Prevenção à Tortura, Notícias

A Irmã Petra Silvia, coordenadora nacional da Pastoral Carcerária, participou nesta quarta-feira (13) de audiência pública Pessoas em situação de prisão e enfrentamento à tortura, organizada pela Defensoria Pública da União.

Em sua fala, Irmã Petra disse que para enfrentar e erradicar a tortura,  a única forma é desencarcerar. “Por isso, não podemos restringir o conceito de tortura apenas às situações onde haja agressão física ou psicológica contra as pessoas presas.

A tortura é estrutural, difusa e perene, fazendo parte da engrenagem de funcionamento do cárcere, alcançando também a falta de direito à saúde, a falta de ar e de espaço derivada da superlotação, a falta de colchões, medicamentos,  alimentação, de água, pois tudo isso também produz dor e sofrimento intenso em suas vítimas, além de produzir sequelas para a vida inteira”.

Assista abaixo a fala da coordenadora da Pastoral na íntegra:

DEIXE UM COMENTÁRIO