Dia Internacional dos Direitos Humanos: concretizar a luta por um mundo sem cárceres

 Em Combate e Prevenção à Tortura, Notícias

Por Clariane Santos

Do setor jurídico da PCr Nacional


Os seus direitos sociais estão sendo respeitados?

Há 72 anos foi celebrado um acordo de paz, onde a Declaração Universal dos Direitos Humanos estabeleceu entre as diversas nações do mundo inteiro a liberdade e a igualdade em dignidade e em direitos. Embora muitos atos desumanos tenham sido combatidos, a luta continua árdua e com uma demanda que é urgente.

Em nossa história enquanto humanidade, já passamos por tristes realidades tidas como normais, como a escravização e aniquilação de pessoas de diferentes culturas e nações ou a mercantilização do trabalho escravo infantil assim como outros tipos de barbáries.

O que mais chama a atenção é a permissão de um comportamento habitual de privar a liberdade das pessoas ou mesmo de executá-las, diminuindo a sua dignidade e fazendo perder o valor da vida. Desde sempre as pessoas condicionadas a essas realidades são pessoas menosprezadas por suas etnias, gêneros e status social.

 

Diante de todas estas injustiças, a missão da Pastoral Carcerária Nacional está além da assistência religiosa e social. Ela ultrapassa as grades, os limites das celas rompendo com ideologias conservadoras que vão contra os princípios e os sonhos de Deus! Pois a sua palavra nos diz: “Eu vim para libertar os presos”.

Em busca da dignidade humana o nosso objetivo é concretizar um mundo sem cárceres.

DEIXE UM COMENTÁRIO