‘Há inúmeros relatos de pessoas sofrendo revista vexatória’, garante Marcelo Naves