Connection Information

To perform the requested action, WordPress needs to access your web server. Please enter your FTP credentials to proceed. If you do not remember your credentials, you should contact your web host.

Connection Type

Em assembleia, PCr do Rio Grande do Sul elege nova coordenação estadual

 em Notícias

Entre os dias 23 a 25 de setembro, a aconteceu a XIII Assembleia da Pastoral Carcerária do Rio Grande do Sul (Regional Sul 3 da CNBB), na Inspetoria Salesiana Nossa Senhora Aparecida, em Porto Alegre (RS).

Na oportunidade, foi eleita a nova coordenação estadual da Pastoral Carcerária, que ficou assim composta: Padre Edson André Cunha Thomassim (coordenador); Irmã Imelda Maria Jacoby (vice-coordenadora); Padre Eduardo Luis Haas (secretário); Fernando Marca (responsável pela comunicação); Vera Lucia Dalzotto (responsável pela Questão da Mulher Presa). A Irmã Imelda também ficará responsável pelas questões relativas a justiça restaurativa e ainda integrarão a equipe colegiada os representantes da Arquidiocese de Porto Alegre e do vicariato de Guaíba.

A assembleia contou com a presença do bispo referencial Dom Liro Vendelino Meurer; e do coordenador nacional da Pastoral Carcerária, Padre Valdir João da Silveira. Aproximadamente 70 representantes da dioceses e vicariatos do Regional Sul 3 participaram da atividade, além do presidente da Federação dos Conselhos da Comunidade e Conselho Penitenciário, Nilton Caldas, bem como Dom Jaime Spengler, arcebispo de Porto Alegre; Dom Aparecido Donizete de Souza, bispo auxiliar da mesma Arquidiocese; e o Padre Cesar Leandro Padilha, secretário-executivo do Regional.

O evento compreendeu momentos de oração, da celebração do Ano da Misericórdia, estudo e reflexão, abordando desde a Ação Evangelizadora da Igreja no Brasil; comoventes testemunhos de ação com a partilha de boas práticas, dos avanços e das dificuldades na caminhada; a espiritualidade e a realidade da Pastoral Carcerária no Brasil e no Rio Grande do Sul; a Justiça restaurativa e a condição da mulher presa; os Conselhos Comunitários Penitenciários; a agenda para o desencarceramento; a elaboração do planejamento da Pastoral Carcerária 2016-2019 com as metas para 2017 até a eleição da nova coordenação estadual.

Dentre os principais avanços apontados pelos participantes, está o impulso dado pelo Ano Jubilar da Misericórdia, que propiciou um novo olhar sobre os encarcerados, bem como um maior reconhecimento à Pastoral Carcerária por parte do clero e da sociedade em geral, efetivado por diversos momentos de formação, especialmente sobre a justiça restaurativa (Escola do Perdão e da Reconciliação).

Como dificuldades, a precariedade das unidades prisionais do Rio Grande do Sul figura como grande preocupação devido às condições desumanas a que estão submetidos os presos, sem estrutura e sem atendimento a algumas necessidades básicas para a própria sobrevivência: uma situação caótica e degradante, que atinge com mais intensidade as mulheres.

Irmã Imelda Maria Jacoby, após dois mandatos à frente da Pastoral, avaliou o evento como a culminância de árdua e gratificante trajetória, feliz com os avanços obtidos e com a participação ampliada. Destacou o apoio do Regional, na pessoa de dom Jaime Spengler e da Congregação das Irmãs de Nossa Senhora – Notre Dame, da província de Santa Cruz, que tornaram possível esta ação. “Aceitei o pedido de continuar inserida na caminhada com fidelidade ao estatuto e acreditando nas novas lideranças que surgiram, pois, a missão ainda tem muitos desafios e precisa do nosso serviço”, concluiu.

Fonte: Regional Sul 3 da CNBB, com informações de Evanice Luiza Diedrich Schroeder, da Diocese de Montenegro

Recommended Posts

Deixe um comentário