Grupo de Trabalho Saúde Mental e Liberdade lança relatório "Hospitais-Prisão"

 Em Combate e Prevenção à Tortura, Notícias

Para acessar o relatório na íntegra, clique aqui

Nesta quinta-feira (16), o Grupo de Trabalho (GT) Saúde Mental e Liberdade, da Pastoral Carcerária da Arquidiocese de São Paulo, lança o relatório Hospitais-Prisão: notas sobre os manicômios judiciais de São Paulo. O lançamento ocorre na sede da ação educativa,  na Rua General Jardim, 660
A publicação é fruto das ações e experiências de visita do GT aos três Hospitais de Custódia e Tratamento Psiquiátrico do estado de São Paulo que vêm sendo realizadas desde 2014.
O documento enfoca o tema a partir de perspectiva ampla, colocando em evidência as dinâmicas de encarceramento, o papel do judiciário e as lógicas médico-jurídicas que ordenam não só os Hospitais de Custódia, mas a morte e varredura de indesejáveis na sociedade para dentro de penitenciárias, manicômios judiciários, comunidades terapêuticas, hospitais psiquiátricos, entre outros espaços de violência.
Estarão presentes na mesa para o lançamento da Publicação o coordenador nacional da PCr, Padre Valdir João Silveira; Leonardo Biagioni, coordenador auxiliar do Núcleo de Situação Carcerária (Nesc) da Defensoria Pública; um representante da Associação de amigos e familiares de presos/as (AMPARAR); Luisa Cytrynowicz e Caio Mader, representantes do Grupo de Trabalho Saúde Mental e Liberdade da Pastoral Carcerária; Maria Cristina Gonçalves Vicentin, professora doutora do Curso de Psicologia e do Programa de Pós Graduação em Psicologia Social da Faculdade de Ciências Humanas e da Saúde da Pontifícia Universidade Católica (PUC) de São Paulo e Patricia Carlos Magno, Defensora Pública do NUSPEN RJ e Doutoranda em Direitos Humanos pela UFRJ (participação em vídeo).
Uma transmissão ao vivo do evento será realizada na página do Facebook da Pastoral. Para acompanhá-la, é só clicar aqui.