Entidades denunciam à Comissão Interamericana a revista vexatória nas Américas