‘Se aproxima muito de um camburão humano’, diz Arcebispo de Maceió sobre prisões