Irmã Petra é eleita coordenadora nacional da Pastoral Carcerária

 Em Igreja em Saída, Notícias

São Paulo sediou neste último fim de semana a assembleia nacional da Pastoral Carcerária, que elegeu a Irmã Petra Silvia Pfaller como a nova coordenadora nacional.

Os coordenadores ou representantes de todos os estados do país, com exceção de Tocantins, estavam presentes. Dom Henrique de Lima, bispo referencial da PCr, também esteve presente, acompanhando todos os processos e momentos da assembleia.

Além da eleição da nova coordenação, foi avaliado o trabalho da antiga coordenação e discutidos os desafios que a nova coordenação irá enfrentar.

A assembleia teve início na sexta de manhã, com um debate entre os coordenadores que estavam presentes, o movimento Mães de Maio e a Associação de Amigos e Familiares de Presos (Amparar).

Foi ressaltada a importância do trabalho da Pastoral em conjunto com essas organizações, e que a nova coordenação deve continuar o trabalho de denunciar as violências do sistema prisional ao lado dos familiares e dos presos.

Mais tarde, os presentes foram almoçar e conhecer a Missão Belém, que acolhe os irmãos que vivem nas ruas, marginalizados, e realiza junto com eles uma caminhada solidária, e depois visitaram o túmulo de D. Paulo Evaristo Arns, na cripta da Catedral da Sé.

D.Paulo sempre esteve ao lado dos presos e dos mais pobres, e suas palavras e sabedoria continuam sendo fonte de inspiração para a PCr. A frase no seu túmulo, “De Esperança em Esperança. Sempre na Esperança!” serve como luz e guia aos agentes e coordenadores pastorais em um momento tão difícil em que vive o Brasil.

No sábado de manhã, o professor Edson Teles, da Universidade Federal de São Paulo, foi convidado a fazer uma análise de conjuntura sobre a realidade brasileira, para que os presentes pudessem refletir sobre a atual conjuntura.

Os momentos seguintes foram de apresentação dos trabalhos da coordenação nacional da Pastoral e de avaliação deste trabalho por parte dos coordenadores estaduais. Após isso, se seguiu a eleição.

Irmã Petra Silvia Pfaller, até então coordenadora nacional para a questão da mulher presa, foi eleita como nova coordenadora nacional da Pastoral Carcerária. Padre Almir Ramos, de Santa Catarina, foi eleito como vice-coordenador, e Rosilda Ribeiro, do Mato Grosso do Sul, foi eleita como coordenadora nacional da mulher presa.

No domingo, ocorreu uma avaliação da assembleia, além de um momento de trabalho para levantar os desafios que a nova coordenação da Pastoral deverá enfrentar.

Dentre alguns pontos, foi ressaltada a necessidade de uma maior ida às bases por parte da coordenação nacional; a produção de materiais formativos mais simplificados das linhas da PCr para se discutir com a base, além da criação de uma rede de proteção jurídica e espiritual aos agentes pastorais e outros ativistas de direitos humanos que possam vir a ser perseguidos por sua atuação nos próximos anos.

O encontro foi encerrado com uma missa, celebrada por Dom Henrique, que abençoou a nova coordenação e agradeceu todo o trabalho da antiga coordenação, principalmente do Padre Valdir João Silveira, que esteve à frente da coordenação nacional nos últimos oito anos.

DEIXE UM COMENTÁRIO