Programa de TV mostra que o punitivismo e o preconceito têm lotado as prisões