‘A revista vexatória é para oprimir o parente do preso’, afirma Heidi Cerneka