‘Prisões não vão resolver as questões de violência’, afirma sociólogo