Boletim Informativo 11/10/2017

Missa em Aparecida relembra massacre do Carandiru e presta homenagem aos agentes da Pastoral

A missa foi celebrada pelo arcebispo de Diamantina (MG), Dom Darci Nicioli e concelebrada com diversos outros padres, entre eles o Pe. Valdir Silveira, coordenador nacional da PCr. “Esse sistema prisional desumano precisa ser reformulado. O trabalho de vocês é árduo, mas vocês dão esperança àqueles que não tem liberdade”, disse o arcebispo aos agentes. Dom Darci afirmou que o papel da Pastoral é fundamental na construção de uma igreja que não seja “passiva, inerte e omissa. Deus abomina a passividade”. Após a missa, os agentes se reuniram em um auditório na basílica para debater temas relacionados às pautas da Pastoral.  

Romaria da Pastoral Carcerária visita Santuário Nacional

A TV Aparecida fez uma reportagem sobre a romaria da Pastoral Carcerária em Aparecida e o encontro que se sucedeu após a missa que relembrou os 25 anos do massacre do Carandiru.
 

PCr sedia encontro de comissão internacional das Pastorais Carcerárias

Um dos objetivos do encontro é a troca de experiências e o conhecimento da realidade carcerária de diferentes países, e como uma articulação internacional pode ajudar na melhora do trabalho das pastorais.Os representantes das Pastorais conheceram de perto a situação prisional brasileira, ao visitar um presídio em São Paulo. 

25 anos do Carandiru: Chega de massacres!

"O sistema carcerário é irreformável. Ele é produtor de sofrimento, dor e morte. Passados 25 anos do Massacre do Carandiru, é urgente a implementação de medidas que reduzam substancialmente a população prisional no curto prazo. Continuar investindo no encarceramento em massa é assumir a responsabilidade por chacinas e massacres. Ainda há tempo, também, para a solidariedade e a afirmação de que todas as vidas valem". 

Vera Lucia Vieria: temos vários potenciais Carandirus hoje

Em entrevista, professora de história da PUC-SP analisa as repercussões sociais e na segurança pública do país após o massacre. Segundo ela, violações de direitos, torturas e um sentimento de vingança ainda se fazem presentes, o que abre possibilidade para novos massacres. “As chacinas, execuções sumárias, mortes sob custódia, a tortura generalizada, muitas vezes por puro sadismo, acobertada pela impunidade e aceitas por juízes, confissões de culpa nitidamente obtidas sob tortura, demonstram o mesmo modus operandi e a continuidade das políticas públicas que estão gerando novos Carandirus em potencial”. 

"Houve redução do consumo de tabaco no Brasil, e não foi preciso prender ninguém ou dar um único tiro"

A Pastoral Carcerária, em parceria com o Instituto Brasileiro de Ciências Criminais (IBCCRIM) e a Plataforma Brasileira de Políticas de Drogas produziu uma série de entrevistas e vídeos com Cristiano Maronna, secretário executivo da Plataforma, para discutir e ampliar o debate sobre um dos pontos da Agenda Nacional Pelo Desencarceramento: o combate à criminalização do uso e comércio de drogas. Nesta parte, Cristiano esclarece as diferenças entre descriminalização, legalização e regulamentação das drogas, e afirma que políticas que proíbem o uso de drogas não são alternativas viáveis para diminuir o seu consumo. 

Imagem peregrina de Nossa Senhora Aparecida visita os presídios da diocese de Taubaté

Que Maria, a Senhora Aparecida, neste ano jubilar que celebramos continue intercedendo pela nossa missão de testemunhar o seu filho Jesus aos que se encontram privados da sua liberdade, mas buscando constantemente realizar o ideal não só da Pastoral Carcerária, mas de todos os cristãos e homens de boa vontade: “por um mundo sem cárceres”. 

Acesse o site www.carceraria.org.br e fique ligado nas notícias e atividades da Pastoral Carcerária. Se desejar colaborar conosco com notícias, envie sua mensagem para imprensa@carceraria.org.br.
PASTORAL CARCERÁRIA NACIONAL -PCrN/CNBB
Coordenação Executiva Nacional:
Pe. Valdir João da Silveira, Pe. Gianfranco Graziola, Ir. Petra Pfaller,
Paulo Cesar Malvezzi Filho
Tel.: 55 (11) 3101-9419 - Skype: carceraria.secretaria
E-mail: nacional@carceraria.org.br - www.carceraria.org.br