Highslide for Wordpress Plugin
Notícias › 13/03/2017

Pastoral Carcerária realiza encontro de trabalho no Sub-regional de Botucatu (SP)

Em 4 de março, aconteceu a reunião do Sub-Regional de Botucatu da Pastoral Carcerária, em Marília (SP), na Paróquia Sagrado Coração de Jesus. O encontro contou com a presença do coordenador do Sub-regional, o Padre Orlando de Almeida Alves, da Diocese de Assis, e outras 29 pessoas das dioceses de Marília (14), Araçatuba (2), Lins (6), Bauru (4), Ourinhos (2) e Assis (1).

Também presente ao encontro, Deyvid Tadeu Livrini Luiz, coordenador estadual da Pastoral Carcerária, apresentou a realidade das penitenciárias e do atendimento da Pastoral Carcerária no Estado de São Paulo.

Deyvid apontou para uma realidade alarmante: O Estado de São Paulo, como em todo o Brasil, está com quase todas as unidades prisionais superlotadas. A população prisional de São Paulo ultrapassa 230 mil pessoas, havendo 90 mil pessoas encarceradas além da capacidade. Entre janeiro e abril de 2016, o Estado de São Paulo prendeu 63 mil pessoas, 9,24% a mais que no mesmo período de 2015.

Alguns problemas PCR Botucatudecorrentes dessa superlotação são as precariedades nas áreas de saúde, segurança, assistência jurídica, etc. Muitas unidades prisionais ainda não contam com a visita de agentes da pastoral carcerária. Um desafio constante.

Do total de presos, 80% é de jovens, pobres, negros ou pardos entre 18 e 29 anos. Cidadãos com baixíssima ou nenhuma escolaridade, ineficaz capacitação profissional e moradores das periferias das grandes e médias cidades.

Apesar desse quadro complexo, há indicadores de consolo: Está aumentando o número de agentes da pastoral carcerária e em quase todas as dioceses do estado há uma coordenação diocesana. Para se ter um exemplo concreto, a Diocese de Marília contava (dados de 1º de março) com 20.508 detentos, sendo assim a com maior população carcerária do Brasil.

Após algumas partilhas das realidades nos cárceres no sub-regional, Deyvid apresentou a resolução estadual sobre o direito à assistência religiosa dos encarcerados, e tirou dúvidas dos participantes.

“A reunião foi muito proveitosa como partilha, discussão de temas atuais e renovação das forças dos agentes da Pastoral Carcerária para a missão que nos foi confiada”, contou o Padre Valdo Bartolomeu de Santana, assessor diocesano da Pastoral Carcerária.

 

 


Pastoral Carcerária Nacional – CNBB

Praça Clovis Bevilácqua, 351, conj. 501 – Centro CEP 01018-001 – São Paulo, SP
Tel/fax (11) 3101-9419 – E-mail: imprensa@carceraria.org.br

Copyright 2017 © Todos os direitos reservados