Connection Information

To perform the requested action, WordPress needs to access your web server. Please enter your FTP credentials to proceed. If you do not remember your credentials, you should contact your web host.

Connection Type

Relatório “Prisões privatizadas no Brasil em debate”

 em Agenda Nacional pelo Desencareramento, Notícias

Leia o relatório na íntegra

O relatório “Prisões privatizadas no Brasil em debate – 2014”, divulgado pela Pastoral Carcerária Nacional, se propõe a discutir a situação das prisões mantidas por empresas no Brasil, tendo em vista a crescente crise na área da segurança pública.

A pesquisa traz um panorama histórico das dificuldades enfrentadas pelo Estado na manutenção do sistema carcerário, passando pelos impactos dessas privatizações no Brasil, chegando à atual situação das prisões privatizadas.

Das 30 unidades de cárcere privado existentes no Brasil, o estudo realizou um levantamento em oito delas, localizadas em seis estados diferentes. A equipe responsável coletou informações junto às autoridades e empresas administradoras, bem como às pessoas presas e funcionárias das instituições.

O objetivo do documento é, através das entrevistas e visitas feitas, identificar as fragilidades, mas também os acertos dessas prisões a fim de nortear os próximos passos em torno do assunto.

No entanto, segundo Fernando Salla, pesquisador do Núcleo de Estudos da Violência da Universidade de São Paulo (NEV-USP) e professor do Mestrado Profissional Adolescente em Conflito com a Lei (Unian), é preciso “ter cautela com as comparações”, pois uma série de medidas diferenciam os dois tipos de prisões, como, por exemplo, o fato das privatizadas “não possuírem superlotação, não receberem presos ‘problemáticos’, manter os presos nas celas ou com baixa taxa de ocupação de trabalho para não adicionar custos operacionais”.

 

Últimos posts