Pessoas privadas de liberdade podem se inscrever no Enem até o dia 23

 Em Notícias

interna_enemAs inscrições do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2015 para pessoas privadas de liberdade seguem até o dia 23 de outubro, até às 23h59.  As provas serão aplicadas nos dias 1° e 2 de dezembro nos presídios e nas unidades de internação, no caso dos jovens que cumprem medidas socioeducativas.
A inscrição é feita exclusivamente pela internet. Cada instituição deve ter um coordenador pedagógico que será o responsável pelas inscrições. O responsável pedagógico indicará o número da unidade prisional ou socioeducativa e o cadastro de pessoa física (CPF) do participante. Será também o responsável pelo acesso aos resultados e por divulgar as informações do exame aos candidatos. Além disso, deve encaminhar a participação de cada um no Sistema de Seleção Unificada (Sisu) e em outros programas de acesso à educação superior.
Participam do exame as pessoas que estão em unidades que firmarem termo de compromisso com o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep).
No primeiro dia de prova, os participantes terão quatro horas e meia para responder às questões de ciências humanas e suas tecnologias e de ciências da natureza e suas tecnologias. No segundo dia, eles terão uma hora a mais de exame, que abordará as linguagens, códigos e suas tecnologias, redação e matemática. A aplicação das provas começa às 13h.
A nota do Enem pode ser usada para o acesso a cursos de educação superior por meio do Sistema de Seleção Unificada (Sisu) e para obter bolsas no Programa Universidade para Todos (ProUni).
O exame pode ser usado também para obter o comprovante de conclusão do ensino médio. A certificação pode ser solicitada pelos inscritos que tenham completado 18 anos e alcançado 450 pontos em cada uma das quatro áreas de conhecimento avaliadas, além de 500 pontos na redação. Aqueles que optarem por usar o Enem para certificação do ensino médio devem fazer o pedido no ato da inscrição.
Na edição de 2014, o Enem para pessoas privadas de liberdade recebeu 38,1 mil inscrições, número superior às 30,3 mil pessoas que prestaram a prova em 2013.
 
Fontes: Agência Brasil e Inep
FAÇA PARTE DA PASTORAL CARCERÁRIA

DEIXE UM COMENTÁRIO