PCr em Passo Fundo (RS) realiza obras de misericórdia neste Jubileu extraordinário

 Em Notícias

O convite do Papa Francisco a todos os cristãos neste Jubileu extraordinário da Misericórdia é bem explícito: viver a caridade, o amor fraterno e a justiça com todos os irmãos, de modo especial com os que são vitimados pelos conflitos sociais, econômicos e éticos.
Nesse sentido, a coordenação nacional da Pastoral Carcerária tem estimulado que os grupos da PCr 3108 PCr Passo Fundoem todo o Brasil vivenciem este Jubileu junto às pessoas presas, para que estas também possam ter a certeza da infinita misericórdia de Deus.
Desde o começo do ano, essa missão tem sido feita de forma permanente pela Pastoral Carcerária da Arquidiocese de Passo Fundo (RS), por meio da promoção das obras de misericórdia corporais e espirituais em favor das pessoas encarceradas e seus familiares.
No que se refere às obras corporais, a Pastoral Carcerária local está empenhada em campanhas para arrecadar alimentos às famílias dos presos, cobertores para os que estão encarcerados, além de lutar pelos direitos dos presos estrangeiros e promover mutirões para a compra de medicamentos aos doentes, visitar os presos enfermos e lutar por penas alternativas aos que estão com a saúde mais debilitada, e, claro, visitar semanalmente as prisões.
A Pastoral também tem se empenhado na promoção das obras de misericórdia espirituais em favor dos presos, entre as quais o aconselhamento aos que têm dúvidas, distribuição de bíblias, rosários e livros; confecção de adesivos do ano jubilar para ser afixado nas celas; motivação em paróquias para que os fiéis conheçam a realidade prisional local e em todo o país; formações a respeito do Jubileu da Misericórdia, lembrando aos presos que Deus nunca se cansa de perdoá-los; recolhimento das intenções dos encarcerados para as missas em duas paróquias da Arquidiocese; e orações semanais pelas necessidades dos encarcerados.
Outras iniciativas da Pastoral são a viabilização, em parceria com o Fundo Arquidiocesano de Solidariedade, de uma fábrica de sabão, cujo produto produzido servirá para o uso de higiene pessoal dos presos e limpeza do ambiente prisional; convite para que o arcebispo de Passo Fundo (RS), Dom Rodolfo Luis Weber, visite as prisões; e a realização de cursos de fundamentos de práticas restaurativas em presídio – um para homens e outro para as mulheres presas.

DEIXE UM COMENTÁRIO