Connection Information

To perform the requested action, WordPress needs to access your web server. Please enter your FTP credentials to proceed. If you do not remember your credentials, you should contact your web host.

Connection Type

PCr de Rio do Sul (SC) leva esperança a encarcerados de presídio superlotado

 em Notícias

missa_prisaoA Pastoral Carcerária da Diocese de Rio do Sul (SC) tem realizado frequentes visitas ao Presídio Regional da cidade, com o propósito de levar o conforto espiritual e religioso aos detentos que lá se encontram.

Durante o banho de sol dos presos, é feita a leitura bíblica com grupos de detentos, reflexões sobre o tema lido e conversas individuais.

O presídio está superlotado. O número de detentos varia de 350 até 420, enquanto a estrutura tem capacidade para abrigar 201 detentos. Deste total, a ala feminina abriga entre 30 e 40 mulheres. A superlotação traz desconfortos a todos. As celas foram construídas para abrigar 8 pessoas, mas em média abrigam 15 detentos e com isso as condições de higiene e de saúde são comprometidas. Em algumas celas, o número de presos é três vezes maior do que a capacidade tornando as condições de vida ainda pior.

Chama a atenção de qualquer pessoa que visita as quadras o grande número de jovens que lá se encontram. São pessoas saudáveis, que poderiam estar junto a suas famílias, estudando e trabalhando e que por algumas circunstâncias estão privados da liberdade de viver a juventude. Esses jovens, em sua maioria, provêm de famílias desestruturadas.

A Pastoral, mesmo com um número limitado de agentes, tem prestado atenção aos presos. Em 31 de março, realizou a celebração da Páscoa da Ressurreição do Senhor no presídio, com a presença de Dom Onécimo Alberton, bispo de Rio do Sul, do Padre Osmar Debatin e a Irmã Carmela Panini e outras lideranças da Diocese e de Blumenau.

Foi a primeira vez que um Bispo visitou os detentos do presídio Regional. A equipe visitou todas as quadras e os galpões de trabalho levando a Palavra de Deus aos presos. No final, cada preso recebeu uma barra de chocolate e uma mensagem de Páscoa. Todos ficaram muito gratos pela presença das autoridades religiosas da Diocese junto a eles e pediram que sempre que possível voltem visitá-los.

Dom Onécimo disse a todos que tem como meta continuar e ampliar este trabalho e as suas visitas ao presídio serão frequentes.

Recommended Posts

Deixe um comentário