Connection Information

To perform the requested action, WordPress needs to access your web server. Please enter your FTP credentials to proceed. If you do not remember your credentials, you should contact your web host.

Connection Type

PCr de Fortaleza é premiada por atuação no Ano da Misericórdia

 em Combate e Prevenção à Tortura, Notícias

O Fórum de Justiça Ceará realizou em 3 de fevereiro a entrega do Prêmio Maria Amélia Leite de Direitos Humanos, no auditório da Cáritas Brasileira Regional Ceará, em Fortaleza.

Entre as entidades premiadas esteve a Pastoral Carcerária da Arquidiocese de Fortaleza, em razão de sua atuação nos cárceres durante o Ano Santo extraordinário da Misericórdia vivenciado por toda a Igreja ao longo de 2016.

“A Pastoral Carcerária da Arquidiocese de Fortaleza foi agraciada pelo Fórum Justiça com o Prêmio Maria Amélia Leite de Direitos Humanos pela presença viva de Cristo no mundo do Cárcere, contemplando em cada encarcerado o rosto do Cristo crucificado, reconhecendo que todo o ser humano é intocável em sua dignidade, mesmo após o erro e acreditando na possibilidade de conversão de todos neste ano jubilar da misericórdia. Ser Pastoral não admite limites, com horas formais de trabalho a serem cumpridas. Somos voluntariados que dentro das nossas possibilidades, condições e limites nos dedicamos a uma causa tão sensível e desafiadora”, consta no Facebook da Pastoral Carcerária de Fortaleza a respeito da premiação.

Entre as atividades da Pastoral Carcerária do Ceará no Ano Santo extraordinário da Misericórdia esteve a produção da carta aberta “O Despertar da Misericórdia”, além de celebrações e retiros com a temática da misericórdia, via-sacra, missa de Lava Pés, confissões, romaria com Nossa Senhora Aparecida, participação na abertura da porta santa em algumas dioceses e participação em palestras para a disseminação do tema.

Sobre o Prêmio Maria Amélia Leite de Direitos Humanos
O Prêmio Maria Amélia Leite de Direitos Humanos homenageia pessoas, organizações e órgãos que se destacaram na defesa dos Direitos Humanos no Ceará.

Recommended Posts

Deixe um comentário