PCr de Fortaleza é premiada por atuação no Ano da Misericórdia

 Em Combate e Prevenção à Tortura, Notícias

O Fórum de Justiça Ceará realizou em 3 de fevereiro a entrega do Prêmio Maria Amélia Leite de Direitos Humanos, no auditório da Cáritas Brasileira Regional Ceará, em Fortaleza.
Entre as entidades premiadas esteve a Pastoral Carcerária da Arquidiocese de Fortaleza, em razão de sua atuação nos cárceres durante o Ano Santo extraordinário da Misericórdia vivenciado por toda a Igreja ao longo de 2016.
“A Pastoral Carcerária da Arquidiocese de Fortaleza foi agraciada pelo Fórum Justiça com o Prêmio Maria Amélia Leite de Direitos Humanos pela presença viva de Cristo no mundo do Cárcere, contemplando em cada encarcerado o rosto do Cristo crucificado, reconhecendo que todo o ser humano é intocável em sua dignidade, mesmo após o erro e acreditando na possibilidade de conversão de todos neste ano jubilar da misericórdia. Ser Pastoral não admite limites, com horas formais de trabalho a serem cumpridas. Somos voluntariados que dentro das nossas possibilidades, condições e limites nos dedicamos a uma causa tão sensível e desafiadora”, consta no Facebook da Pastoral Carcerária de Fortaleza a respeito da premiação.
Entre as atividades da Pastoral Carcerária do Ceará no Ano Santo extraordinário da Misericórdia esteve a produção da carta aberta “O Despertar da Misericórdia”, além de celebrações e retiros com a temática da misericórdia, via-sacra, missa de Lava Pés, confissões, romaria com Nossa Senhora Aparecida, participação na abertura da porta santa em algumas dioceses e participação em palestras para a disseminação do tema.
Sobre o Prêmio Maria Amélia Leite de Direitos Humanos
O Prêmio Maria Amélia Leite de Direitos Humanos homenageia pessoas, organizações e órgãos que se destacaram na defesa dos Direitos Humanos no Ceará.

DEIXE UM COMENTÁRIO