Connection Information

To perform the requested action, WordPress needs to access your web server. Please enter your FTP credentials to proceed. If you do not remember your credentials, you should contact your web host.

Connection Type

Pastoral lança projeto nas comemorações do Dia Nacional da Defensoria Pública

 em Notícias

Para marcar, em São Paulo, o lançamento da Campanha Nacional da Defensoria Pública “Defensores Públicos: Pelo Direito de Recomeçar”, foi realizado na Defensoria Pública estadual, na sexta-feira, dia 17, um debate, durante o qual houve o lançamento do projeto “Reinserção Social para Egressos da Vila Brasilândia”, idealizado pela Pastoral Carcerária, com o apoio do Núcleo de Situação Carcerária da Defensoria.

A atividade foi iniciada com as exposições de José de Jesus Filho, assessor jurídico da Pastoral Carcerária; Bruno Napolitano, presidente em exercício da Associação Paulista de Defensores Públicos (APADEP); Daniela Sollberger, defensora pública-geral; Bruno Shimizu, defensor público do Núcleo Especializado de Situação Carcerária; e Luciana Zaffalon, ouvidora-geral da Defensoria Pública paulista.

Na sequência, Catarina Pedroso, psicóloga do projeto, explicou que ao projeto tem como meta produzir conhecimento sobre o universo do egresso, com o objetivo de, em dois anos, apresentar recomendações aos governos federal e estadual para que produzam propostas reais relativas a emprego, saúde, educação e outros temas relacionados à inserção segura do apenado na sociedade.

“Nosso objetivo é indicar uma rede de sustentação para quem está saindo da penitenciária”, resumiu Catarina, destacando que para tal, os trabalhos envolvem psicólogos, sociólogos, assistentes sociais e assistência jurídica. “Queremos minimizar a chance de reincidir no crime”, afirmou.

Durante a atividade, dois egressos do sistema carcerário deram seus depoimentos. Patrícia Cândido, hoje estudante de letras e recepcionista, comentou sobre as dificuldades impostas pela privação de liberdade e o estigma carregado por egressos. Ela ainda declamou uma poesia de sua autoria acerca da liberdade e da superação pessoal frente aos vícios da prisão.

Já Fábio Rodrigues dos Santos, há menos de dois meses em liberdade, fez críticas veementes à forma como algumas entidades ligadas à questão carcerária lidam com os egressos. Citou como exemplo a necessidade de preenchimento de fichas de inscrição para vagas de emprego. “Muitos não sabem nem escrever direito e nem tem como referência um telefone ou uma residência fixa”, avaliou.

Ao final, o presidente em exercício da Associação Paulista de Defensores Públicos (Apadep), Bruno Napolitano, agradeceu aos participantes e falou sobre os objetivos da campanha nacional de Defensoria Pública, que é realizada anualmente em comemoração ao Dia do Defensor Público. “Em momentos em que a sociedade discute projetos que objetivam encrudescer as penas, pretendemos com esta campanha mostrar um outro caminho, que se preocupe mais com a causa, tais como a realização dos direitos fundamentais, e com a efetivação dos fins pedagógicos da pena”, finalizou.

Fonte: Site da APADEP

Veja fotos do evento

Recommended Posts

Deixe um comentário