Pastoral Carcerária nas ondas do rádio

 Em Notícias

Interna superior radioEle é o companheiro de quem fica em casa e também daqueles que vão ao trabalho de ônibus, trem ou carro. Fala de coisas alegres e tristes, informa, diverte, alerta. O rádio, o meio de comunicação inventado há mais de um século, está mais atual do que nunca, hoje sendo ouvido em celulares, tablets e também nos tradicionais radinhos de pilha.
Em seu projeto de evangelização a partir das realidades das prisões brasileiras, a Pastoral Carcerária tem se utilizado de espaços em rádios do país para falar de suas ações e propósitos em programas regulares e boletins noticiosos.
Desde fins de setembro, por exemplo, a Pastoral Carcerária Nacional veicula na rádio 9 de Julho (AM 1.600 kHz), da Arquidiocese de São Paulo, um boletim noticioso semanal com as principais ações da PCr pelo país. O boletim, com até 2 minutos e 30 segundos de duração, vai ao ar toda a segunda-feira, durante dois programas: Igreja em Notícias, das 7h30 às 8h; e Ciranda da Comunidade, das 18h30 às 19h.
E quem perder o horário da apresentação, pode ouvir o boletim sonoro da semana, a partir de quarta-feira, em arquivo de áudio (podcast) no Site da Pastoral Carcerária – http://carceraria.org.br/audios. Neste endereço, grupos da Pastoral que tenham programas de rádio pelo Brasil podem fazer download do conteúdo, editar e apresentar nas emissoras que participam.
Pastoral Carcerária em emissoras pelo país
Conforme levantamento da assessoria de imprensa da Pastoral Carcerária, ao menos em quatro estados, além de São Paulo, a PCr tem espaço em programas de rádio para divulgar suas ações e refletir sobre a realidade carcerária local e no Brasil.
Em Boa Vista (RR), o Padre Gianfranco Graziola, vice-coordenador nacional da PCr, apresenta às quintas e sextas-feiras, das 19h30 às 20h, na Rádio Monte Roraima FM (107,9 MHz) – que também pode ser ouvida em www.monteroraimafm.com.br – o programa “Justiça e Paz se abraçarão”, que embora não seja especificamente da Pastoral, recorrentemente noticia questões relacionadas à realidade das prisões. Aos domingos, às 6h e 16h, o Padre apresenta programas religiosos nessa mesma emissora.
Em Belo Horizonte (MG), a PCr e outras pastorais têm espaço para divulgar suas iniciativas no programa Frequência Cidadã, que vai ao ar, todo sábado, das 8h30 às 10h, pela rádio América (AM 750 kHz), a emissora da Arquidiocese.
“Neste programa, a Pastoral participa muito, sempre levando temas de formação e informação – revista vexatória, auxílio reclusão etc. – a todos os ouvintes dos 28 municípios da Arquidiocese e outros”, conta Maria de Lourdes, coordenadora da Pastoral Carcerária em Minas Gerais, estado onde, segundo ela, a Pastoral tem espaço em programas de rádio em outras cidades.
interna inferior radioA Pastoral Carcerária também está no rádio em Aracaju (SE) e com programa próprio: “Gente Livre”, que vai ao ar todos os sábados, das 16h30 às 17h, na rádio Cultura de Sergipe (AM 670 kHz).
E em Joinville (SC), a Pastoral também tem programa próprio: “Voltando para o Pai”, que vai ao ar todas as quintas-feiras, das 16h30 às 17h, na rádio Arca da Aliança (AM 1.480 kHz), que pode ser ouvida ainda em www.arcadaalianca.com.br.
Também em Santa Catarina, na capital Florianópolis, a PCr está no rádio com o programa “Jesus Liberta”, que vai ao ar todos os sábados, das 19h às 20h, pela rádio Cultura (AM 1.110 kHZ), também ouvida em http://mobin.hol.es/radiocultura/index.html. O programa existe desde 2004, e atualmente é apresentado por Newton Almeida, que já passou pela prisão e hoje coordena a oficina de serigrafia “Estampa livre”, da PCr de Florianópolis, no Presídio Masculino de Florianópolis.
Seu grupo de Pastoral Carcerária está no rádio?
Então nos diga o nome do programa, rádio em que veiculado e em que dia e horário, através do e-mail imprensa@carceraria.org.br. Todos os conteúdos de áudios disponíveis no Site da PCr Nacional podem ser utilizados nestes programas.

DEIXE UM COMENTÁRIO