Connection Information

To perform the requested action, WordPress needs to access your web server. Please enter your FTP credentials to proceed. If you do not remember your credentials, you should contact your web host.

Connection Type

Papa assina prefácio de livro com tatuagens que narram mudança de vida de presos

 em Notícias

“Alô, sou Francisco. Pensei que poderíamos fazer mais rápido se eu lesse o meu prefácio no telefone. Tens papel e caneta para escrever?”.

O Papa Francisco assina o Prefácio da obra “Cristo dentro”, assinado pela médica Francesca Sadowski, pelo fotógrafo Pino Rampolla e pelo Padre Eugenio Nembrini.

Em entrevista ao jornal italiano “La Stampa”, os autores relatam como nasceu a ideia de contar, com o uso de fotografias, a relação de alguns detentos com a fé, por meio de suas tatuagens.

“Um dia Massimiliano – relata Francesca – um detento que encontrei algumas vezes, me mostrou que havia corrigido a própria tatuagem: de “Melhor escravo no inferno do que patrão no Paraíso”, mudou a escrita para “Melhor escravos no Paraíso do que patrões no inferno”. Ele me disse que a primeira frase não mais o representava, e que na sua busca de si, desejava inverter aquela mensagem que tinha escrita no antebraço”.

Foi um episódio muito significativo – conta a médica – tendo também em vista a dificuldade em um ambiente como a prisão de “corrigir” uma tatuagem, nascida de um profundo desejo de mudar o rumo da própria vida.

Depois daquele episódio, e depois de ter lido tantas cartas de Massimiliano e de outros detentos, Francesca e Padre Eugenio deram-se conta que estavam testemunhando “Deus em ação” e que seria bonito mostrar isto também aos amigos.

Nascia assim a ideia do livro. O próximo passo foi o encontro com o amigo Pino Rampolla, com a proposta de que fotografasse as tatuagens com temas religiosos e de ajudar a recolher, onde fosse possível, os testemunhos de quem havia impresso na pele e no coração temas de Deus”.

Neste ponto, chega o telefonema do Papa a quem havia sido pedido uma introdução, fazendo o coração de todos tremer.

Assim, o projeto nascido como experiência pessoal a campo, se concretiza em um livro, que página após página, conta com a linguagem das imagens a difícil busca da redenção de homens e mulheres que cometeram erros e que viram na fé a âncora segura onde agarrar-se.

Crucifixos, rostos de Cristo, efígies de Maria: é rica a amostragem de imagens e orações tatuadas na pele, indeléveis pedidos de ajuda, que narram em um intenso relato comum, a dificuldade de ser seres humanos, e, portanto, frágeis.

Fontes: Rádio Vaticano e Jornal La Stampa

Recommended Posts

Deixe um comentário