No Maranhão, PCr age por melhorias nas políticas públicas aos encarcerados

 em Notícias

A Pastoral Carcerária no Maranhão tem participado de momentos e articulações que visam melhorias nas políticas públicas à população carcerária daquele estado.

De acordo com o coordenador da PCr no Maranhão, padre Elisvaldo Cardoso Silva, uma das iniciativas relevantes da pastoral foram as denúncias de indícios de corrupção na Secretaria de Estado de Justiça e Administração Penitenciária (SEJAP), que culminaram na queda do ex-secretário Sérgio Tamer, substituído, em fevereiro, por Sebastião Uchoa.

A pastoral tem intensa articulação com representações da sociedade civil organizada no Maranhão e recentemente ajudou na criação da Rede Maranhense de Assistência aos Encarcerados (REMAE), “que tem como missão lutar com autonomia por políticas públicas pelos encarcerados”, explica o padre. 

O REMAE, composto por entidades religiosas, associação de magistrados, defensores públicos, promotores e demais órgãos, reuniu-se em 11 de março com o novo secretário da SEJAP para discutir os desafios do sistema penitenciário no estado e se dispôs a colaborar com o que for necessário para a melhoria da situação carcerária no Maranhão.

Padre Elisvaldo destaca que a pastoral se reúne mensalmente, promove formações em paróquias e sempre participa de discussões sobre o sistema prisional. A meta, segundo ele, “é continuar firme para que as mudanças aconteçam em nosso estado”. 

Recommended Posts

Deixe um comentário