Familiares, egressos e organizações sociais irão lançar Frente Estadual pelo Desencarceramento em SP

 Em Agenda Nacional pelo Desencareramento, Notícias

Vinte e seis anos após o Massacre do Carandiru, o Estado de São Paulo comporta um terço dos mais de 700 mil presos que hoje compõem a terceira maior população carcerária do mundo. São mais de 200 mil presos no estado que mais encarcera do país, e os mecanismos de tortura se aperfeiçoam a cada dia.

Para enfrentar esse cenário de barbárie, movimentos articulados em torno da Agenda Nacional Pelo Desencarceramento se organizaram para criar a Frente Estadual pelo Desencarceramento em São Paulo. O evento de lançamento irá ocorrer neste sábado (20) às 16 horas, na ocupação Alcântara Machado.
A Frente tem como objetivo atuar por meio de trabalhos nos bairros da cidade de São Paulo e demais cidades do estado, por meio da construção coletiva com egressas e egressos do sistema prisional, familiares de pessoas presas, militantes, coletivos e entidades, tendo como objetivo a disseminação das propostas de desencarceramento e do debate em torno do abolicionismo penal.
Como atividade de lançamento, a Frente propõe uma discussão que busca responder “pra que serve o cárcere?”, visando desnaturalizar essa instituição estruturalmente racista, patriarcal e classista que é a prisão.
A Frente convida todos os movimentos, organizações sociais e pessoas que debatem o tema do desencarceramento a comparecer, e pede aos que forem ao debate levem mantimentos, para que seja montado um Jumbo solidário para os encarcerados do sistema prisional de São Paulo.
Como encerramento do evento, irá ocorrer um show com o grupo de rap Comunidade Carcerária, composto por egressos do sistema prisional.