Em Porto Velho (RO), Pastoral organiza aula de biodança para detentos

 Em Notícias

A Pastoral Carcerária da Arquidiocese de Porto Velho (RO), em parceria com a Associação Cultura de Desenvolvimento de Apenados e Egressos (ACUDA), iniciou, em 26 de abril, um projeto de aula de biodança com 30 detentos do Complexo Penitenciário Urso Branco.
Mesclando exercícios de dança com o autoconhecimento, a biodança busca fazer com que o praticante tenha integração consigo, com outro e com a sociedade, de maneira progressiva, não se tratando, portanto, de uma ação para criar coreografia ou estéticas.
De acordo com o padre Filip Cromheecke, atuante na Pastoral Carcerária, os detentos que participaram da aula inaugural expressaram alegria pela realização da atividade.
Um dos detentos afirmou que “no exercício de imaginar de ninar um nenê, eu me lembrei de meu filho pequeno junto comigo na rede balançando”. Já outro disse que ficou mais consciente das capacidades que tem para mudar as coisas da própria vida.
“Não preciso usar drogas para fazer uma viagem (interior)”, expressou outro preso participante da atividade. “Viajei para a minha família quando fizemos o exercício imaginando que estávamos todos juntos no barco no rio debaixo de um céu estrelado à noite”, garantiu um dos detentos que esteve na aula inaugural do projeto.

DEIXE UM COMENTÁRIO