Em Goianésia (GO), agentes da PCr refletem sobre o agir pastoral nos cárceres

 Em Notícias

Curso GoianesiaO dia 6 de setembro foi especial para os agentes da Pastoral Carcerária em Goianésia (GO): juntos, eles partilharam as superações nos trabalhos de evangelização nos cárceres e dialogaram sobre o que pode ser aprimorado nas prisões em Goiás.
A atividade, preparada pela irmã Petra Silvia Pfaller, vice-coordenadora nacional da Pastoral Carcerária, e pela irmã Liberata Magliocchetti, coordenadora estadual, teve a presença de 30 pessoas, entre as quais o diretor da unidade prisional local, Márcio Moreira; o juiz de Goianésia, Dr. Decildo Lopes, e duas pessoas condenadas à prisão.
“A parte da manhã foi marcada pela apresentação do pessoal, pela oração com o texto de Jo 11, 17-43 que ofereceu a oportunidade de entrar no ‘túmulo’ de nossas prisões para ‘tirar a pedra’ e não ficar presos aos fatos do passado”, detalhou irmã Liberata.
Na sequência, irmã Petra apresentou a proposta da Justiça Restaurativa, que foi bem acolhida por todos e para alguns até vista como novidade.
À tarde, após do almoço, houve um momento para aprofundamento dos agentes sobre os objetivos da Pastoral Carcerária, quando apontaram sobre o que entendem por evangelização e promoção da dignidade humana.
“O encontro foi também oportunidade para realizar uma visita na Unidade Prisional que, mostrou uma cara mais humana, na pessoa do diretor que em parceria com a prefeitura da cidade procura melhorar o ambiente”, garantiu irmã Liberata.
O dia de partilha e de reflexões foi encerrado com o compromisso de todos em seguir acreditando que um mundo sem cárceres é possível

DEIXE UM COMENTÁRIO