Egresso agradece: Pastoral Carcerária ‘foi um divisor de água na minha vida’

 Em Notícias

Visita_prisoesOs agentes da Pastoral Carcerária de Salvador (BA) fizeram chegar à Pastoral Carcerária Nacional o testemunho de Efraim (nome fictício). Egresso do sistema prisional, ele afirmou em um encontro o quanto a atuação da Pastoral Carcerária foi fundamental para que recomeçasse a vida após permanecer preso na capital baiana.
 
Íntegra do testemunho do senhor Efraim
Quando chequei aqui neste lugar e vi todas essa gente me olhando, e dizendo chegou novato, pensei logo: minha vida acabou! Passei dias e noites difíceis dormindo no chão frio.
Quando chovia, era bem pior: o chão ficava molhado por causa das goteiras. Muitas vezes, nem dormia. Ficava de castigo com outro companheiro, onde revezamos e tínhamos que esvaziar o poço que transbordava dentro da cela.
Quando amanhecia, eu procurava um canto e ficava sozinho, ouvindo vozes que me diziam a todo instante para subir no muro e se jogar em baixo, onde, com certeza, eu morreria.
Um dia, eu vi o senhor Antonio, hoje meu padrinho de batismo, subindo as escadas e cumprimentando todos. Vi que num canto de uma cela ele se reuniu com os outros detentos. Fiquei observando. Foi, então, que algo me tocou dizendo: ‘vá para junto deles’. Ao mesmo tempo, eu ouvia também algo me dizer que era para eu me matar, mas resisti e fui para perto desse grupo.
Fui muito bem acolhido e senti uma verdadeira paz. Hoje, eu digo a vocês da pastoral: esse encontro foi um divisor de água na minha vida. Sempre digo aos outros: não venha ao encontro da Pastoral por causa do SAJ, pois a salvação da sua vida está na palavra de Deus, transmitida pelos irmãos da Pastoral. Falo isso com toda certeza e vocês sabem que é verdade, pois alguns de vocês compartilharam o meu sofrimento.
 
FAÇA PARTE DA PASTORAL CARCERÁRIA

DEIXE UM COMENTÁRIO