Connection Information

To perform the requested action, WordPress needs to access your web server. Please enter your FTP credentials to proceed. If you do not remember your credentials, you should contact your web host.

Connection Type

Coordenadores estaduais da PCr apoiam padre Bosco e senhora Guiany

 em Igreja em Saída, Notícias

Logotipo_em_alta_resolucaoOs coordenadores estaduais da Pastoral Carcerária elaboraram durante encontro realizado em Brasília, entre 20 e 23 de março, uma carta de apoio aos agentes da Pastoral Carcerária da Paraíba, padre Bosco Nascimento e senhora Guiany Campos Coutinho, que em março foram afastados da PCr arquidiocesana pelo arcebispo da Paraíba, dom Aldo Pagotto.

“Viemos, por meio desta carta, repudiar a atitude do Arcebispo e afirmar que, com este ato, ele atingiu o coração de todos nós, Pastoral Carcerária e a própria Igreja Brasileira”, consta em um dos trechos da carta. “Viemos expressar a eles a nossa total e irrestrita confiança e apoio na certeza de que não será este fato, que nos entristece profundamente, a manchar a caminhada libertadora e profética expressão terna e misericordiosa do rosto paterno e materno de Deus”, manifestaram em outro trecho.

Segue a íntegra da carta:

 

Nós, Coordenadores Estaduais da Pastoral Carcerária,

Reunidos em Brasília dos dias 20 a 23 de março de 2014, perante o ato autoritário e por nada pastoral do arcebispo da Paraíba, Aldo Pagotto, que afastou os agentes da Pastoral Carcerária da Arquidiocese da Paraíba, com sede em João Pessoa, padre Bosco Nascimento e  Guiany Campos Coutinho, viemos, por meio desta carta, repudiar a atitude do Arcebispo e afirmar que, com este ato, ele atingiu o coração de todos nós, Pastoral Carcerária e a própria Igreja Brasileira na sua ação samaritana com a qual há décadas está curvando-se com amor sobre “os pobres entre os mais pobres” promovendo seu resgate, um mundo sem cadeias, mais humano e fraterno.

Como Coordenadores Estaduais da Pastoral Carcerária, conhecedores da vida e do testemunho profético deste nosso irmão e desta nossa irmã, viemos expressar a eles a nossa total e irrestrita confiança e apoio na certeza de que não será este fato, que nos entristece profundamente, a manchar a caminhada libertadora e profética expressão terna e misericordiosa do rosto paterno e materno de Deus.

No espírito deste tempo quaresmal, tempo de êxodo e de renovação batismal, fazemos votos para que todos nós, Igreja povo de Deus, possamos deixar-nos transforar e converter pela Palavra de Deus e este fato de paixão e morte se transforme em vida plena.

 

Brasília, 23 de março de 2014.

 

Recommended Posts

Deixe um comentário