Conheça o rap ‘Revolução e liberdade’, de Orlando Jay

 Em Notícias

“Rap revolucionário que muito irmão não gosta// Não somos aqueles que levantamos placa// Pra nós Cristo é libertação, não marca”. Este é um dos trechos do rap “Revolução e Liberdade”, cantado pelo rapper Orlando Jay, do grupo de rap católico Principado.
Orlando é agente da Pastoral Carcerária do Estado de São Paulo e faz da arte um instrumento de evangelização, além de um canal para questionamento da ordem social.
 
ASSISTA AO VÍDEO DO RAP
rap_PCr
 
Revolução e Liberdade (Orlando Jay)
“O melhor método, e o único justo para combater o tirano, é formar uma oposição política, que tentará destruí-lo” – São Tomás de Aquino
Dedo de gesso, só sabe apontar;
Isso é contra a Igreja, só isso c sabe falar?
Grupo Principado vai te dar resposta;
Rap revolucionário que muito irmão não gosta;
Não somos aqueles que levantamos placa;
Pra nós Cristo é libertação, não marca;
50 anos atrás, no golpe Militar;
Sua ideologia se calou, a nossa foi guerrear;
Ação Popular, Vinicius Caldeira Brant;
AP, esquerda cristã, foi o front;
Ao lado das Ligas Camponesas, Grupo dos 11;
Por um Brasil sem repressão, fomos avante;
Com ALN e MR-8, cristão lutou;
Durante a Ditadura, não se calou;
Palavra de Deus e Guerrilha armada;
Julião, Osvaldão, Marighella, Lamarca;
Padre Alipio e PRT, deixaram a direita estática;
E os três dons Arns, Helder e Casaldáliga;
Mostraram pra nós que o ser Cristão;
Tem alicerce na Teologia da Libertação;
Pelo pobre, pelo negro, pelo índio;
Esse Rap é pesado, opressor tá sentindo;
O grito de dor de quem o sistema torturou;
A agonia dos pais que o filho não enterrou.
“E enquanto existir o perigo de guerra e não houver uma autoridade internacional competente e dotada dos convenientes meios, não se pode negar aos governos, depois de esgotados todos os recursos de negociações pacíficas, o direito de legítima defesa” – Gaudium es Spes, 78
Conservadores de extrema direita vieram nos tirar;
Somos militantes de ideias, por isso querem nos excomungar?
Oro por todos que sofreram na mão da pimentinha;
Cadeira do Dragão, Pau de Arara, coisa que Deus duvida;
Homens e mulheres torturados;
Mortos e que até hoje não foram encontrados;
Vitimas dos poderes extremos da AI5;
Solo virou mar de sangue, de 64-85;
Valente Frei Betto, Frei Ivo, Frei Fernando;
E Frei Tito, vitima do sistema desumano;
Leonardo Boff, fonte de inspiração;
Manual do Guerrilheiro Urbano, sempre na mão;
Como diz Eduardo, contemporâneo da revolução;
A Bíblia não é escudo, e manual pra Libertação;
Somos TL, nossos mártires e ações;
Valem mais que a hipocrisia de muitos em suas orações;
Revolucionário tem que revolucionar;
Em minhas orações peço forças pra continuar;
Ser imitador de Cristo não ficar em cima do muro;
Por amor quebrar regras como a do puro e impuro;
Coragem, força e fé, é o necessário;
Pois na nossa visão Cristo é revolucionário;
Que calçava sandália, barba por fazer;
Pregava a igualdade e o bem pra todos ver;
Ceb’s, Pastoral da Mulher Marginalizada;
Comissão Pastoral da Terra, PJMP e Operária;
Revolução e Liberdade, ao alcance de suas mãos;
Principado, teologia do gueto, acima de tudo, cristãos.
 
Orlando_interna
FAÇA PARTE DA PASTORAL CARCERÁRIA

DEIXE UM COMENTÁRIO