‘Candelária nunca mais’, diz papa Francisco a adolescentes infratores

 Em Notícias

Em encontro reservado no Palácio Arquiepiscopal São Joaquim, na manhã da sexta-feira, 26, na zona sul do Rio de Janeiro, o papa Francisco recebeu oito adolescentes infratores, seis rapazes e duas moças.
Conforme informou à imprensa o porta-voz do Vaticano, o padre Federico Lombardi, o encontro durou cerca de 30 minutos e o Sumo Pontífice abençoou objetos trazidos pelos jovens, autografou fotografias com sua imagem e pediu aos adolescentes: “rezem por mim e pensem no futuro”.
Ainda segundo o Padre, “um momento belo e impressionante foi quando os adolescentes levaram ao Papa um grande rosário, onde estava escrito ‘Candelária nunca mais’. Sob as pequenas bolinhas do rosário havia o nome de cada uma das vítimas. O Papa fez uma oração no rosário e repetiu ‘nunca mais violência, só amor, Candelária nunca mais”.
A Chacina da Candelária ocorreu em 23 de julho de 1999, quando oito pessoas – seis menores e dois moradores sem teto – foram assassinados por policiais, nas proximidades da Igreja da Candelária, no Rio de Janeiro.
Durante o encontro com o Papa, uma das adolescentes, a mais jovem, segundo o padre Lombardi, muito expressiva e comovida, cantou ao Sumo Pontífice e leu uma carta dedicada a ele.
Reportagem: Daniel Gomes

DEIXE UM COMENTÁRIO