Arquidiocese de Belém e PCr realizam Semana do Encarcerado

 Em Notícias

Com a meta de apoiar a promoção dos direitos humanos junto à comunidade carcerária e a implantação de políticas públicas que conduzam uma cultura da paz, a Pastoral Carcerária e a Arquidiocese de Belém (PA) realizam de 6 a 10 de maio a Semana do Encarcerado.
A atividade, com o apoio organizacional do Tribunal de Justiça do Estado do Pará, por meio do Projeto Começar de Novo, e da Superintendência do Sistema Penal, tem também como foco manter em evidência os ideais da Campanha da Fraternidade de 1997 – “Fraternidade e Encarcerados”, cujo lema foi “Cristo liberta de todas as prisões”.
A abertura do evento será às 8h30, do dia 6, no auditório do Colégio Santo Antônio, com uma mesa temática sobre “Os desafios da reinserção social do egresso no Estado do Pará”, tendo por conferencista o doutor Cláudio Rendeiro, juiz titular da 2ª Vara de Execução Penal. Entre os convidados para a solenidade de abertura está dom Alberto Taveira Corrêa, arcebispo de Belém.
Durante toda a semana, haverá diversas palestras sobre a reintegração à sociedade daqueles que já foram presos, oficinas temáticas, relatos de experiências de projetos bem sucedidos de reinserção e celebração de missas.
No dia 10, data do encerramento, será realizado um mutirão da cidadania, entre as 9h às 17h, para egressos, familiares, albergados e cumpridores de penas alternativas e, durante a missa de encerramento, às 18h, na Basílica Santuário de Nossa Senhora de Nazaré, acontecerá o lançamento do concurso de pintura 2013 sobre o Círio de Nazaré, que pretende valorizar a expressividade artística da comunidade carcerária.
De acordo com os articuladores da Semana do Encarcerado, o evento quer alertar para a observância dos direitos mínimos das pessoas privadas de liberdade, o que “significa permitir-lhes condições dignas e humanas para o cumprimento de suas penas, oportunidades de trabalho e chances reais de reinserção social, após o período de encarceramento, com reflexos na redução da violência, a partir resgate da dignidade moral social e cristã desses nossos irmãos”.
Este ano, especificamente, há grande expectativa dos organizadores para que a iniciativa privada abra as portas do mercado de trabalho para os egressos do sistema penal “permitindo-lhes através do trabalho, resgatarem sua dignidade moral, social e cristã, bem como de seus familiares, visando o alcance dos objetivos propostos, reinserindo-os no mercado de trabalho, garantindo-lhes a prática da cidadania”.
Outras informações podem ser obtidas pelo e-mail diaconoademir@yahoo.com.br ou na Arquidiocese de Belém pelos telefones (91) 3215-7001 ou (91) 3215-1158.

DEIXE UM COMENTÁRIO