Connection Information

To perform the requested action, WordPress needs to access your web server. Please enter your FTP credentials to proceed. If you do not remember your credentials, you should contact your web host.

Connection Type

65% das pessoas presas em Pernambuco não foram condenadas

 em Notícias

Após visitas a 16 estabelecimentos prisionais de Pernambuco, Mato Grosso do Sul, Espírito Santo, Paraíba e Distrito Federal, no primeiro semestre do ano, o Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP), constatou superlotação e desrespeito às leis nas unidades prisionais pernambucanas.

De acordo com o jornal Folha de Pernambuco, na Penitenciária Juiz Plácido de Souza, na cidade do Agreste, por exemplo, há 1.302 presos, mas a capacidade é para 380 pessoas. Além disso, do total de encarcerados, apenas 300 estão condenados, os outros 1.002 não tiveram ainda chance de ampla defesa, como determina a lei brasileira.

Dos cerca de 31 mil presos de Pernambuco, 65,3% são sumariados, ou seja, não foram condenados, segundo afirmou Marcellus Ugiette, promotor da Vara de Execuções Penais do Ministério Público de Pernambuco e integrante do CNMP. Entre os sumariados, aproximadamente 15% poderiam estar cumprindo a pena em liberdade, por terem cometido crimes de menor potencial ofensivo.

Grave situação também foi constatada no Complexo do Curado – antigo Aníbal Bruno. Há superlotação, celas estão em péssimo estado e falta assistência jurídica aos presos.

LEIA A REPORTAGEM COMPLETA DA FOLHA DE PERNAMBUCO

 

 

Últimos posts

Deixe um comentário