Connection Information

To perform the requested action, WordPress needs to access your web server. Please enter your FTP credentials to proceed. If you do not remember your credentials, you should contact your web host.

Connection Type

Presa dá à luz em cima de saco de lixo no Distrito Federal

 em Mulher Encarcerada

Presa dá à luz em cima de saco de lixo no Distrito Federal

Nascimento na prisaoBeira o inacreditável, mas aconteceu de fato, “graças” a precariedade das prisões brasileiras. Na semana do Dia das Mães, uma presa da Penitenciária Feminina da Colmeia, no Distrito Federal, deu à luz em cima de um saco de lixo.

No desespero, as agentes penitenciárias improvisaram um espaço no corredor do presídio para que a criança nascesse. O parto acabou sendo realizado sem maiores dificuldades e a mãe e a criança passam bem. No entanto, o presidente da Associação dos Agentes Penitenciários do Distrito Federal, Paulo Filgueiras, reclama que há outras mulheres grávidas na Colmeia e não há nenhum médico, enfermeiro e nem mesmo enfermeira.

“Como não temos técnica, não temos preparo, não é da nossa atribuição fazer esse tipo de procedimento. Amanhã, uma criança dessa ou a mãe pode morrer”, disse Paulo Filgueiras em entrevista à TV Globo.

Em nota, a Secretaria de Estado de Justiça e Cidadania do Distrito Federal afirmou que, na semana do ocorrido, uma das detentas grávidas chamou a equipe de plantão já com o parto em andamento “não tendo tempo para providenciar a escolta”. “Diante da emergência, a equipe de plantão auxiliou no parto até a chegada do SAMU que concluiu os procedimentos e encaminhou mãe e filho ao hospital do Gama”, informou.

Ainda de acordo com a secretaria, a penitenciária feminina abriga cerca de 590 mulheres, sendo 18 grávidas, e 26 bebês.

Nunca é demais lembrar que o Código de Processo Penal, no Art. 318, IV, prevê que o juiz poderá substituir a prisão preventiva pela domiciliar quando a presa for “gestante a partir do 7° (sétimo) mês de gravidez ou sendo esta de alto risco”.

Toda grávida presa também tem direito aos procedimentos de pré-natal e a um momento de parto em condições decentes.

Recommended Posts

Deixe um comentário