Papa Francisco: ‘Que as condições de vida dos reclusos sejam dignas de pessoas humanas’

 Em Igreja em Saída

No final da Audiência Geral, de 4 de janeiro, o Papa Francisco fez um apelo em favor dos presos do Complexo Penitenciário Anísio Jobim (Compaj), em Manaus (AM), cuja rebelião, no primeiro dia do ano, causou a morte de, ao menos, 56 mortos.
“Ontem, chegaram do Brasil notícias dramáticas sobre o massacre ocorrido no cárcere de Manaus, onde uma rebelião violenta entre facções rivais causou dezenas de mortos. Expresso minha dor e preocupação por esse acontecimento. Convido a rezar pelos defuntos e seus familiares, por todos os detentos desse cárcere e por aqueles que trabalham ali”, manifestou o Pontífice.
O Papa Francisco também renovou o apelo “para que as prisões sejam lugares de reeducação e reinserção social, e que as condições de vida dos reclusos sejam dignas de pessoas humanas. Convido todos a rezar pelos detentos mortos e vivos, e também por todos os encarcerados do mundo, para que as prisões sejam para reinserir e não sejam superlotadas, para que sejam lugares de reinserção. Invoquemos Maria, Mãe dos detentos”.
Por fim, o Papa rezou com os participantes da Audiência Geral uma Ave-Maria pelos presos.
ASSISTA À INTEGRA DA MENSAGEM DO PAPA

Fonte: Rádio Vaticano

DEIXE UM COMENTÁRIO