Connection Information

To perform the requested action, WordPress needs to access your web server. Please enter your FTP credentials to proceed. If you do not remember your credentials, you should contact your web host.

Connection Type

PCr no Rio de Janeiro reflete sobre políticas públicas no sistema prisional

 em Geral

2208 assembleia PCr Rio interna“Trabalho Interdisciplinar das Políticas Públicas no Sistema Prisional: Articulando Redes e Construindo Laços Sociais”, foi o tema da 11ª assembleia da Pastoral Carcerária do Regional Leste 1 da CNBB (Rio de Janeiro), realizada entre 16 e 18 de agosto, no Convento Madre Regina, na Diocese de Petrópolis.

A atividade, que teve a participação de 86 pessoas de oito das 11 dioceses do Regional Leste 1, teve por meta informar e formar os agentes da Pastoral Carcerária que realizam atividades missionárias em todo o Estado do Rio de Janeiro. Foi um momento também de encontro para a troca de experiências de missão e partilha de espiritualidade.

Irmã Petra Silvia Pfaller, vice-coordenadora nacional da Pastoral Carcerária Nacional, foi uma das palestrantes da assembleia, onde apresentou a temática “A experiência e os projetos da Pastoral Carcerária Nacional”.

A temática do encontro, trabalhada pelos participantes a partir da metodologia Ver-Julgar-Agir, foi também detalhada por outros assessores: doutor Cléber Francisco Alves, caracterizou o que são as políticas públicas e a importância destas para o sistema penitenciário; e Márcio Pacheco, deputado estadual, tratou da elaboração de leis que protejam os egressos do sistema penitenciário.

Já a doutora Maíra Fernandes, presidente do Conselho Penitenciário do Rio de Janeiro, apresentou o papel do Sistema Penitenciário; enquanto Almir Dias, biólogo do Ministério da Saúde, comentou sobre a salubridade no ambiente prisional para prevenir doenças e epidemias; e Marcos Wilson de Souza Matheus, professor do Presídio Nélson Hungria, destacou a importância da Educação à ressocialização dos presos.

Participação dos bispos

Fotoimagem dom Pedro CunhaA 11ª assembleia da Pastoral Carcerária no Rio de Janeiro teve a participação de três bispos: dom Pedro Cunha, auxiliar na Arquidiocese do Rio de Janeiro e referencial da PCr Regional Leste 1, que tratou da importância da formação na missão e na vida espiritual dos agentes; dom José Francisco Dias, arcebispo de Niterói (RJ), que enalteceu a realização da assembleia para a Província Eclesiástica de Niterói; e dom Gregório Paixão, bispo de Petrópolis, que falou da própria experiência junto à PCr.

Dom Gregório incentivou os agentes da pastoral a continuar perseverantes no trabalho que realizam, afirmando que eles fazem a diferença, pois quando a sociedade, de modo geral, não acredita nas pessoas que por vários motivos estão presas, “nós dizemos que acreditamos”. O bispo ressaltou ainda que é um trabalho importante, principalmente ao acolher, não somente o preso, buscando sua recuperação, mas também os familiares.

Informações e fotos: Alexandre Nunes da Conceição e Diocese de Petrópolis

VEJA A MENSAGEM DE DOM PEDRO CUNHA SOBRE O EVENTO

Últimos posts

Deixe um comentário