Highslide for Wordpress Plugin
Notícias › 02/07/2015

Em assembleia, coordenadora da PCr de Manaus (AM) é reeleita

Interna_Superior_ManausA Pastoral Carcerária da Arquidiocese de Manaus (AM) esteve reunida em assembleia entre os dias 19 e 21 de junho, na Casa de Retiro Sant´Ana, na capital amazonense, durante a qual foi reeleita para o terceiro mandato como coordenadora estadual a senhora Marluce da Costa Souza.

O mandato da coordenação arquidiocesana da PCr segue até junho de 2017. Marluce terá a companhia do senhor Jonas, como vice-coordenador, da senhora Renata, como secretária, e da senhora Amara, como tesoureira.

A assembleia contou com a participação de cerca de 30 pessoas, que expressaram a expectativa que a coordenação eleita tenha disponibilidade e compromisso no agir pastoral e que não se valha dos cargos para autopromoção.

No primeiro dia de atividades, Dom Sérgio Eduardo Castriani, arcebispo de Manaus, recordou a missão dos agentes da Pastoral Carcerária: “Eu estive preso e fostes me visitar. Senhor, quando foi que te vimos preso e fomos te visitar? (Mt 25,39). É a partir dessa memória, que levamos o trabalho adiante. Essa é nossa missão, visitar Jesus no rosto dos nossos irmãos – os pequeninos – que se encontram encarcerados”, afirmou.

O segundo dia de atividades foi marcado por palestras. Padre Geraldo, assessor das Pastorais Sociais, falou sobre “Evangelizar a partir de Cristo. Visão: Discípulo, missionário, profeta”. Ele tratou dos fundamentos bíblicos do ministério da coordenação e apontou que Cristo, o Bom Pastor (Jo 10,1-10), é o modelo ideal de coordenador, pois preocupa-se com as necessidades do grupo (Jo 6, 30-44), não se reserva a falar, exige discernimento e fidelidade, e não esconde a luz

Outra palestra foi do Padre Amarildo Luciano, que tratou das motivações para o agente de Pastoral, com base em fundamentações bíblicas.

 

Desafios e conquistas

Interna inferior ManausTambém houve a partilha das conquistas e desafios do agir da Pastoral Carcerária e o desejo comum de que as pessoas não tenham medo de ir ao encontro de Cristo.

As equipes que visitam as unidades prisionais em Manaus partilharam as ações que realizam em Puraquequara, Iranduba, Anísio, Cachoeirinha e Vidal. No geral, há boa receptividade dos presos e dos diretores das unidades às atividades de assistência religiosa. A situação mais delicada é em Iranduba, onde visitas acontecem numa delegacia terceirizada. São apenas duas celas, bastante pequenas, que facilmente ficam superlotadas.

No último dia da assembleia, Dom Mário Antônio, bispo auxiliar de Manaus, esteve no evento e ao comentar a encíclica “Laudato Si’: sobre o cuidado da casa comum”, do Papa Francisco, convidou todos os agentes da Pastoral a estarem atentos a uma ecologia humana, pois “os nossos cárceres estão cheios de desmatamento humano”.

O encerramento da assembleia aconteceu com missa presidida pelo Padre Marino, C.Ss.R.


Pastoral Carcerária Nacional – CNBB

Praça Clovis Bevilácqua, 351, conj. 501 – Centro CEP 01018-001 – São Paulo, SP
Tel/fax (11) 3101-9419 – E-mail: imprensa@carceraria.org.br

Copyright 2017 © Todos os direitos reservados