Highslide for Wordpress Plugin
Notícias › 30/12/2013

Declaração final do Encontro Cone Sul e Região Bolivariana – ICCPPC

3012 Encontro cone sulDECLARACÃO FINAL:

Finalizando o Ano da Fé, como povo de Deus no mundo carcerário, de ambos lados das grades, encarcerados e egressos, agentes pastorais, agentes penitenciários, policiais e servidores da justiça, profissionais, familiares, laicos, sacerdotes, homens e mulheres consagrados, fortalecidos no encontro fraterno dos responsáveis nacionais da Pastoral Carcerária das regiões do Cone Sul e Bolivariana, juntamente com a Comissão Católica Internacional da Pastoral Carcerária (ICCPPC), queremos partilhar publicamente com nossos irmãos e irmãs na fé, esta declaração.

Sabemos que o Credo da Igreja Católica é uma afirmação dogmática de fé, que não podemos mudar; o que afirmamos aqui é uma manifestação de uma crença comum fruto de nosso encontro e de nosso caminhar pelo mundo do cárcere:

1. Cremos no Céu novo e na nova Terra. Onde reina a justiça, o respeito, a verdade e a dignidade.

2. Cremos que Deus é o Deus de todos, e que Deus habita nos cárceres, encarnado em cada pessoa privada de liberdade. E que o cárcere não é um lugar que Deus habite e nenhum de seus filhos.

3. Cremos em Jesus, Caminho, Verdade e Vida. Que veio enxugar as lágrimas daqueles que choram em momentos de esgotamento e de tribulações, e que venceu a morte. E O vemos em cada gesto de amor para aqueles que mais necessitam.

4. Cremos em Jesus ressuscitado e que com Ele podemos vencer a injustiça, a corrupção e toda forma de violência que como sociedade geramos.

5. Cremos que com Ele nos comprometemos a fazer presente o Reino de Deus, onde há lugar para todos, onde ninguém é excluído.

6. Cremos no ser humano, em toda pessoa, que se estigmatiza ao se comprometer com a realidade das pessoas encarceradas. Porque vê neles um irmão ou irmã; sendo assim o pastor que se apercebe de suas ovelhas.

7. Cremos na misericórdia, no perdão e na restauração humana, que alcança aos atingidos pela violência e pelo delito e a todos os agressores, vítimas de nossos pecados como sociedade.

8. Cremos nas famílias das pessoas encarceradas, que em sua vida diária caminham com seus entes queridos, presos e presas, sofrem com eles e elas e mantêm a esperança da vida e a liberdade em seus corações.

9. Cremos nas pessoas encarceradas e na sua busca da própria dignidade, e cremos na mudança da sociedade que o faz possível.

10. Cremos nas pessoas que vivem a solidariedade e gritam profeticamente com suas atitudes de vida: paz, pão, trabalho, justiça, respeito, verdade.

11. Cremos na Igreja, Povo de Deus, chamada viver a mensagem do Evangelho e enviada por Jesus para levar a todos os cantos do mundo a Boa Nova da Libertação.

12. Cremos na Igreja, Povo de Deus, comunhão de redenção, compromisso, e uma comunhão de pão partido e sangue compartido.

13. Cremos na reconciliação entre os ofendidos e ofensores, entre os agredidos e agressores, porque no perdão podemos encontrar um lugar para sermos felizes partilhando as riquezas da criação.

14. Cremos no Espírito Santo de Jesus ressuscitado, doador de vida, quem faz possível tudo isto.

Buenos Aires, 11 de novembro de 2013.

Assinam:
Pela região Cone Sul: Dra. Elisa Musso Amondaraín
Pelo DEJUSOL: Rvdo. Pedro Hughes
Pela ICCPPC: Rvdo. Brian Gowans


Pastoral Carcerária Nacional – CNBB

Praça Clovis Bevilácqua, 351, conj. 501 – Centro CEP 01018-001 – São Paulo, SP
Tel/fax (11) 3101-9419 – E-mail: imprensa@carceraria.org.br

Copyright 2017 © Todos os direitos reservados