Connection Information

To perform the requested action, WordPress needs to access your web server. Please enter your FTP credentials to proceed. If you do not remember your credentials, you should contact your web host.

Connection Type

CONIC manifesta apoio à Agenda Nacional pelo Desencarceramento

 em Agenda Nacional pelo Desencareramento

O Conselho Nacional de Igrejas Cristãs do Brasil (CONIC), por meio de sua secretária-geral, a Pastora Romi Márcia Bencke, manifestou apoio à Agenda Nacional pelo Desencarceramento, articulada pela Pastoral Carcerária Nacional e outras entidades que atuam na defesa e promoção dos direitos humanos.

“Como Conselho de Igrejas, queremos nos somar a esta iniciativa que como fruto criará a paz, a paz para as pessoas que estão perto e também para as pessoas que estão longe”, consta na carta de apoio do CONIC, que foi endereçada à Pastoral Carcerária por conta do evento nacional realizado em 8 de outubro, que refletiu sobre a Agenda.

LEIA A ÍNTEGRA DA CARTA ENVIADA PELO CONIC

Na carta, o CONIC lembra que há no país um total esvaziamento da democracia e a retirada de direitos e cita o caso emblemático da recente anulação dos julgamentos do massacre do Carandiru, ocorrido em 1992. “Ainda estão vivos em nossa memória o crime hediondo, cometido por agentes do Estado, que desvelou toda a lógica brutal e violenta pela qual se orienta a política de segurança pública de nosso país. Esta decisão coloca a pergunta pelo modelo de sociedade que temos no Brasil, orientada pela violência, abuso de poder, hierárquica e que privilegia as elites”.

O CONIC lembra, ainda, que “a segurança, historicamente, tem sido uma política pública frágil. A lógica militarizada que caracteriza os agentes de segurança pública contribui para perpetuar o caráter repressivo e autoritário do Estado. Não temos uma polícia cidadã, mas sim, um polícia que tem como função a repressão, em especial dos mais pobres”.

Por fim, o CONIC afirma que o inconformismo com o atual sistema punitivo e violador de direitos e deseja que “a memória do massacre ocorrido no Carandiru há 24 anos e a recente decisão pela anulação do julgamento dos que praticaram este crime provoque em nós um profundo processo de reflexão sobre a liberdade e a justiça. Como país, precisamos nos libertar do medo de sermos livres. Da mesma forma, devemos superar a compreensão de que ‘fazer justiça’ significa punir, castigar, mal-tratar e humilhar. É preciso superar a cultura do linchamento que caracteriza a sociedade brasileira”.

O CONIC congrega as seguintes instituições: Igreja Católica Apostólica Romana (representada pela CNBB no Brasil), Igreja Episcopal Anglicana do Brasil, Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil, Igreja Sirian Ortodoxa de Antioquia e Igreja Presbiteriana Unida.

Últimos posts

Deixe um comentário